Portifólio

Como os homens são dignos de lástima!

August Strindberg, dramaturgo sueco considerado o "pai do expressionismo" no Teatro, escreveu O SONHO entre 1901 e 1902. Poucas vezes encenado devido à complexidade de suas cenas e pelo caleidoscópio de imagens suscitadas, a Cia EnvieZada. após intensa pesquisa de linguagens cênicas e dramatúrgicas, convida o público a acompanhar a viagem de Inês, filha do Deus Indra, à Terra, onde ela conhece os seres humanos, suas principais frustrações, angústias, desilusões e mazelas.

Por meio da estrutura de um sonho, cenas sucessivas revelam o que acontecem em diferentes lugares. Imagens seguidas, repetições e uma lógica no aparente caos, são os temas que servem de pano de fundo para discutirmos os conflitos humanos. Estes mesmos conflitos e ações vistos em cena, nos remetem à situações enfrentadas por nós no cotidiano e permanecem atuais aindahoje em pleno século XXI.

O desfile de ações dos homens dignos de lástima é a concretização da discussão das injustiças e dissabores vividos pelos seres humanos independente de seu tempo.

O SONHO

(2006)

Stay featured or remove this badge.