Meu Caro Vizinho

(2013)

(My Neighbour, My Saviour)

Medo, Raiva e Amor.

Ingredientes que misturados eclodem na vida de 3 personagens.

Vidas que se transforman e padrões pré-estabelecidos que se rompem.

Muitas vezes os resultados podem ser catastróficos.

Meu Caro Vizinho (My Neighbour, My Saviour) nos apresenta a história de três vizinhos que vivem no mesmo andar de um edifício.

O HOMEM QUE VENDE se levanta a cada dia e faz o seu negócio de vendas de facas de porta em porta.

A MULHER/MODELO espera todos os dias por um telefonema no qual receberá a notícia de que ela será fotografada naquele dia.

A MENINA QUE REZA passa seus dias em oração, observando através de sua janela, as crianças que brincam do lado de fora, com medo que alguma coisa aconteça a ela e a seu único companheiro, um pássaro.

O HOMEM QUE VENDE está desesperadamente apaixonado pela MULHER/MODELO que, por sua vez, adora a atenção que O HOMEM QUE VENDE dedica a ela. A MULHER/MODELO odeia o pássaro que pertence à MENINA REZA. O HOMEM QUE VENDE coloca alpiste todas as manhãs para A MENINA QUE REZA alimentar seu pássaro.

Neste novo trabalho, a Cia EnvieZada apresenta o texto inédito, no Brasil, do autor e dramaturgo canadense Thomas Morgan Jones dando início à uma profícua e já consolidada parceria. Em 2012 a Cia Enviezada realizou em Nova Iorque (EUA) o treinamento da Técnica de Suzuki e Viewpoints na sede da SITI COMPANY, junto com os atores daquela companhia. A partir deste encontro, conhecemos Thomas Morgan Jones, ator e dramaturgo canadense que se identificou com o trabalho da Cia Enviezada e propôs a montagem de sua peça Meu Caro Vizinho (My Neighbour, my savior) no Brasil.Meu Caro Vizinho (My Neighbour, My Saviour) marca início de uma nova fase da Cia EnvieZada, que, embora tenha um trabalho contínuo de pesquisa desde 2003, pela primeira vez estreia uma peça no circuito cultural da cidade do Rio de Janeiro. Meu Caro Vizinho, marca o retorno da Cia EnvieZada aos palcos nos padrões tradicionais e inicia-se também uma parceria Brasil-Canadá. Por conta disso, o dramaturgo Thomas Morgan Jones está vindo ao Brasil, subsidiado pelo seu país, para participar de ensaios e debates sobre novos autores de teatro.

Stay featured or remove this badge.